Eixo de Monteiro da Transposição fica pronto em dezembro e ministro cobra esgotamento, diz Rômulo

rmulo

O deputado federal Rômulo Gouveia (PSD) afirmou que o ministro da Integração, Helder Barbalho (PMDB), garantiu que a obra principal do Eixo Leste da Transposição do Rio São Francisco vai ficar pronta em dezembro. Até abril, no entanto, ficam prontas as obras complementares, que vão permitir que a água chegue aos rios e reservatórios da Paraíba. Só depois começa a beneficiar os paraibanos. Ontem, o ministro participou de reunião com o prefeito de Campina, Romero Rodrigues, políticos, representantes do Estado e do MPE. O foco: a situação insustentável da falta d’água em Campina.

Ministro cobrou obras de esgotamento 

Segundo Rômulo, o Ministério está empenhado em acelerar o processo e sensível à situação de Campina Grande. Porém, de acordo com o paraibano, o próprio ministro cobrou que as obras de esgotamento sanitário na cidade de Monteiro e nos reservatórios que recebem a sujeiras das cidades sejam concluídas. Algumas obras são de responsabilidade das prefeituras e outras do governo do Estado.

O presidente da Aesa- Agência Estadual de Gestão das Águas, João Fernandes, falou em nome do governador Ricardo Coutinho (PSB) e disse que o esgoto será retirado do caminho do Rio até abril, afirmou Rômulo.

Presença dos procuradores

Quem também participou das reuniões foi o procurador-geral de Justiça do Estado, Bertrand Asfora. Ele estava acompanhado de outros representantes do Ministério Público da Paraíba que se comprometeram a acompanhar todas essas ações finais, inclusive as obras de esgotamento; cobrando celeridade.

Crítica 

Rômulo rebateu as críticas de que os parlamentares paraibanos não apresentaram ao governo Federal um plano B, caso a Transposição demorasse mais que o esperado ou a chuva não viesse. A crítica foi feita na CBN.

Segundo ele, desde o ano passado, foi apresentado um projeto feito por estudiosos da UFCG. Ele prevê a construção de adutoras de engate rápido ainda no Cariri, onde Velho Chico vai entrar na PB. Os tubos levariam água até o açude Epitácio Pessoa. 00

A proposta entregue visa a execução de uma projeto de captação na saída das obras de Transposição, “pulando” o esgoto de Monteiro para criar atalhos nas barragens de Camalaú e Poções, onde as obras (de esgotamento) de responsabilidade do Estado ainda não foram executadas.

Seria uma forma de evitar que Campina Grande ficasse totalmente dependente da chuva e da conclusão do projeto de Transposição, com água sendo despejada nos reservatórios e rios que ainda são depósitos de esgoto.

Rômulo reconhece que é uma ação alternativa custosa, mas necessária quando  se leva em conta a situação gravíssima que passa Campina. “A confiança do governo federal com Transposição impediu a criação de um plano B, diz”. Para ele, o esgoto no meio do caminho é um agravante e pode gerar mais atraso na chegada da água.

Acompanhamento 

Rômulo Gouveia registrou que o presidente em exercício, Rodrigo Maia (DEM), e ministro da Integração pediram que a prefeitura de Campina encaminhe com urgência demandas de ações emergenciais para que o Governo Federal seja ágil e também possa diminuir os problemas da cidade. Uma comissão externa foi criada na Câmara para acompanhar, exclusivamente, a situação da Rainha da Borborema e  nos 19 municípios do entorno.

4 Comente Eixo de Monteiro da Transposição fica pronto em dezembro e ministro cobra esgotamento, diz Rômulo

  1. RICARDO DE FIGUEIREDO LUCENA Disse:

    É conversa por cima de conversa. Essas obras não ficarão prontas e o esgoto de Monteiro não será tratado. Quem for a Monteiro verá que nada foi feito para cuudar do descarte do esgoto e que o canal pode sim é trazer serios transtornos à população da cidade quando vierem as primeiras chuvas. O Rio Paraíba agoniza com seu leito destroçado por uma obra de engenharia que desconsiderou o traçado do rio justamente no perímetro urbano.

  2. jairo alves Disse:

    Deveria ter plano B, plano C, plano D…O que não pode é esses políticos paraibanos dando desculpas esfarrapadas e não tomam uma providência. Enquanto isso, a população campinense fica a mercê da boa vontade e sem água.

    • Edmilson Vasconcelos Disse:

      A TRANSPOSIÇAO DO RIO SÃO FRANCISCO PARA DEZEMBRO ABRIL SO POLITICOS COM FORMAÇÃO PDO PÉ DURO DE ORIGEM AFIRMA E MAIS UM DERESPEITO COM A POPULAÇÃO

  3. Ronnie Menezes Disse:

    ME ADMIRA A FALTA DE COMPROMISSO DO GOVERNADOR RICARDO COUTINHO, COMO TBM DOS PREFEITOS DAS CIDADES QUE DESPEJAM ESGOTOS NO LEITO DO RIO NÃO SE PRONUNCIAREM EM NADA, COMO TBM NÃO TEREM FEITO ATÉ O MOMENTO. O GOVERNADOR EM ESPECIAL PARECE QUE MORREU. ESQUECE ELE QUE FALTA MENOS DE 2 ANOS PRA NOVAS ELEIÇÕES E O RESULTADO DA ÚLTIMA MOSTRA QUE ELE NÃO ESTÁ AGRADANDO, MAS MESMO ASSIM NÃO DEU O AR DE SEU GOVERNO EM RELAÇÃO AO PROBLEMA HÍDRICO DO COMPARTIMENTO DO BORBOREMA. LEMBRE-SE QUE O GOVERNO DO ESTADO É O RESPONSÁVEL DIRETO PELAS ÁGUAS DO ESTADO, SUA BACIA HÍDRICO, COMO TBM POR SUA FALTA E PRINCIPALMENTE PELA FALTA DE GESTÃO ANTECIPADA. ACABOU O PARABÉNS MESTRE SINÉSIO!
    MUITA SAÚDE, SUCESSO SEMPRE E FELICIDADES MIL!TEMPO DE ESPERAR POR CHUVAS E SIM ARREGAÇAR AS MANGAS E TRABALHAR GOVERNADOR.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *