Sec. de Saúde de Desterro afirma que prefeitura não era responsável por hospital e maternidade fechados

Passamos o fim de semana tentando falar com algum representante da prefeitura de Desterro, no Sertão, para ter explicações sobre o fechamento do hospital e maternidade da cidade que, segundo os moradores, aconteceu na noite do dia 02 de outubro, depois do resultado da eleição.

Na manhã desta segunda-feira, o Blog conseguiu falar com o secretário de Saúde de Desterro, que explicou o que estava acontecendo. Segundo Rubens Marques, não foi a prefeita que fechou a unidade. A versão é diferente da contada pelos moradores.

Segundo ele, o hospital já estava passando por dificuldades. É que ele era administrado pela Fundação Médica Assistencial de Desterro, uma entidade filantrópica, que tinha convênio com Governo do Estado. Responsável, segundo ele, pelo repasse de parte dos recursos.

O secretário afirmou que a prefeitura só colaborava cedendo pessoal, veículos e recursos para compra de medicamentos. Ele afirmou ainda que o fechamento não teria sido determinado pela prefeita, mas porque a situação já era ruim. Ou seja, a prefeitura não teria responsabilidade direta.

Postos de Saúde

Sobre os postos, Rubens afirmou que eles estão funcionando normalmente e que na sexta-feira (14), quando nossa equipe esteve lá, uma unidade estava fechada porque a equipe foi para zona rural. Ele não soube dizer o motivo de um posto de saúde estar fechado e o outro sem médico. O Blog tentou falar na manhã desta segunda-feira com a responsável pela Fundação de Assistência, mas o telefone estava desligado.

Pedimos informações ao Governo do Estado, por meio de Secretaria de Saúde,  sobre os repasses que estavam sendo feitos para o hospital de Desterro.  Mas ainda não recebemos resposta do e-mail que enviamos.

A gente vai continuar acompanhando. O hospital e  a maternidade foram reinaugurados em 2012, depois desse convênio entre a Fundação, Governo do Estado e prefeitura. 15 mil pessoas da região estão sendo prejudicadas.

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *