Prefeita fecha hospital e maternidade no Sertão depois de saber que foi derrotada na eleição

hospital-de-desterro-foto-joelma-medeirosjpg-1-270x202A prefeita da cidade de Desterro, Rosângela de Fátima Leite (PSB), saiu derrotada nas urnas e mandou fechar o Hospital Municipal Ana Nunes Leite, o único da cidade. No mesmo prédio também funciona a Maternidade Tereza Alves Ferreira que também está fechada “no cadeado” . A medida, segundo os moradores, foi tomada logo depois de sair o resultado da eleição, quase seis da noite, do dia 02 de outubro.

Para eles, disse que fez isso porque seus adversários estavam soltando bomba perto do hospital. Mas já se passaram quinze dias do suposto movimento na frente da unidade e nada. O hospital continua fechado e quem precisa de ajuda tem que recorrer às cidades vizinhas, Monteiro e Taperoá.

A prefeita não foi encontrada por nossa equipe para falar sobre o caso e explicar por que o hospital ainda não foi reaberto. Ela não estava na prefeitura, nem na casa dela. O diretor clínico do hospital, Denílson Queiroz, disse que não iria se pronunciar. O Blog está aguardando posicionamento da prefeitura sobre o assunto para publicar resposta na íntegra.

O hospital e a maternidade foram reabertos em 2012, depois de 3 anos fechados. Foi possível depois de um convênio feito com o Governo do Estado. A intenção era atender cerca de 15 mil pessoas dos municípios da região.

Crise geral

Moradores ouvidos pela reportagem reclamam que as Unidades Básicas de Saúde não estão funcionando direito. São três postos. Na última sexta, apenas um abriu, no Bairro do Alto, e estava com um dentista e uma enfermeira. Não tinha médico.

Outro problema relatado pelos moradores é falta de ambulância para deslocar pacientes que precisam fazer exames ou tratamentos mais  complexos em outras cidades. O veículos da prefeitura não estão funcionando e quem não tem dinheiro para contratar carro particular fica à mingua.

Pagamento seletivo

Na última sexta-feira, servidores que estão com salários atrasados decidiram pedir ajuda ao Ministério Público. Segundo eles, o pagamento está sendo seletivo e só quem teria recebido os salários do mês de setembro foram alguns comissionados. Lá tem 420 funcionários entre efetivos, comissionados e contratos.

Rosângela Leite teve 48.85%  dos votos (2. 671 ). Perdeu para Didi (PR) que teve 51.15% dos votos ( 2,797 ). A cidade tem cerca de 7.900 habitantes.

Veja o que disse Secretário de Saúde da cidade no fim da manhã desta segunda-feira (17)

Com informações de Rafaela Gomes/TV Paraíba

Foto: SES/Joelma Medeiros

4 Comente Prefeita fecha hospital e maternidade no Sertão depois de saber que foi derrotada na eleição

  1. Isto é coisa dá política quem sofre é à população que não tem nada haver com à derrota da prefeita que não fez uma boa gestão e à população deu à resposta nas urnas???

  2. Genezio Disse:

    É um absurdo, esse fato.Isto não pode acontecer.O Ministério Público e a Polícia Federal, tem de tomarem PROVIDÊNCIAS urgentemente, nesse caso, expedir mandado de prisão, contra essa “prefeita”enquanto, se apura o fato.

  3. EDILSON Disse:

    NOSSA UMA VERGONHA PRA NOSSA CIDADE DESTERRO A PREFEITA NÃO A CEIA ADEROTA MESMO PORQUE QUERENDO OU NÃO ATER JANEIRO ELA AINDA E A PREFEITA

  4. Carlos Cabral Disse:

    Prisão nela por irresponsabilidade e que assuma o vice até Janeiro, cadê o judiciário que não vê isso

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *