Alguém duvida que Luciano será candidato a governador em 2018? Nem ele.

caratxo

Só se os próximos dois anos de gestão na prefeitura de JP for uma catástrofe ou se, por algum “atropelo”, a aliança política de 2016 for desfeita, Luciano Cartaxo (PSD) pode deixar de lado a ideia de ser o candidato a governador em 2018. Ao contrário, nem ele duvida disso. O cenário está sendo preparado.

Quem do grupo dessa “centro-direita” (PSD-PSDB-PMDB) tem chances de encarar o desafio de enfrentar o nome do governador RC? Só ele. Cássio não fará agora, Maranhão não tem mais condições.

Se os dois tiverem algum retorno clara na conjuntura política dos próximos anos, vão começar a levar o nome de Luciano às terras paraibanas além de Campina. Cássio quer a reeleição ao Senado. Maranhão, a prefeitura de João Pessoa. (O senador Raimundo Lira, nesta tese, vai ter que encontrar um lugar).

Luciano sabe que vai precisar ser grato e retribuir o apoio dado em João Pessoa nesta eleição. Não deve cometer o erro de RC quando, depois da vitória, “diminuiu” o apoio e a importância dos aliados eleitorais. Pelo menos é o que alegam aqueles que o deixaram.

Indo pro Sertão 

Para chegar ao Sertão, com força para disputar bem contra um governador bem avaliado ( a preço de hoje),  Cartaxo vai precisar de apoio em várias frentes e nas várias regiões do Estado. A  construção da imagem de político agregador, do diálogo, deve ajudar.

Imagem exatamente diferente da criada e cristalizada de Ricardo, que ficou com a fama de “ditador”, briguento (apesar da fama, tão forte quanto, de bom gestor).

Aqui na Região Metropolitana, Cartaxo vai fazer as próprias articulações. Primeiro, deve retomar discussões do consórcio metropolitano de transporte. Batinga da Semob vai puxar. Terá a porteira política e administrativa nas maiores cidades: Bayeux, Santa Rita, Cabedelo. Com prefeitos abertos ao diálogo. Estas duas últimas, com gestores aliados de Cássio.

Mas será que Cássio e Maranhão vão ajudar, mesmo, na consolidação de uma nova liderança estadual? Teria outro caminho? Por enquanto, é a maneira que estão encontrando de diminuir a força e a capilaridade de Ricardo Coutinho.

A primeira experiência, nesta eleição, deu certo. Basta saber se a aliança e os interesses suportarão mais dois anos (ou quatro, caso haja mudança na lei e as eleições sejam unificadas em 2020). Esperemos.

 

Comente Alguém duvida que Luciano será candidato a governador em 2018? Nem ele.

  1. Josiclei Cruz Disse:

    Olá
    Laerte Cerqueira,

    A minha maior preocupação não é com LUCIANO CARTAXO ser candidato para governador em 2018, o que me preocupa é com quem a cidade de joão pessoa será gerida, ou seja seu vice-manoel júnior.

    Um dia vão lembrar do que falo!

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *