No Hackfest: vereadores “novatos” de JP assumem compromisso com a transparência

otavio-paulo-neto

Otávio Paulo Neto, coordenador do Hackfest Contra Corrupção

Os dez vereadores eleitos para o primeiro mandato em João Pessoa assinam neste domingo (09) um documento assumindo compromisso com a transparência pública. A “palavra” será dado no encerramento do Hackfest.

Desde sexta-feira o evento une cerca de 60 estudantes dos Cursos de Ciência da Computação (ou áreas afins), Direito, Ciências Contábeis e Gestão Pública da UFPB numa maratona para desenvolver aplicativos de celular e sites que vão contribuir no combate à corrupção.
A competição que acontece no Laboratório de Inclusão Digital do Centro de Ciências Sociais e Aplicadas (CCSA) da UFPB.

O coordenador do evento,  o promotor de Justiça Octávio Celso Gondim Paulo Neto, afirmou que o objetivo é chamar a atenção desses novos vereadores para o trabalho desenvolvido contra a corrupção e para que eles tenham compromisso com a transparência durante mandatos.

Foram convidados, prioritariamente, os seguintes novos parlamentares pessoenses: Bispo José Luiz (PRB), Damásio Franca Neto (PP) Eduardo Carneiro (PRTB), Humberto Pontes (PTdoB), Leo Bezerra (PSB), Marcos Henriques (PT), Milanez Neto (PTB), Tanilson Soares (PSB), Thiago Lucena (PMN) e Tibério Limeira (PSB).

O ‘Hackfest’, também chamado de hack day ou codefest, é uma maratona de programação na qual hackers se reúnem por longos períodos, com o objetivo de explorar dados abertos, desvendar códigos e sistemas lógicos, além de discutir novas ideias e desenvolver projetos de software ou até mesmo de hardware. Por ser um evento público, a maratona dá visibilidade e transparência a essas atividades, além de divulgar os novos produtos gerados.

Envolvidos

O ‘Hackfest Contra a Corrupção’, aberto na noite dessa sexta-feira (7) pelo procurador-geral de Justiça do MPPB, Bertrand de Araújo Asfora, no auditório da Central de Aulas da UFPB, está sendo realizado por meio do Núcleo de Gestão do Conhecimento do MPPB em parceria com o Instituto UFPB de Desenvolvimento da Paraíba e o Laboratório de Transparência Pública (LabTransp) da UFPB, a Controladoria Geral da União (CGU), a Controladoria Geral do Município de João Pessoa e com o apoio da Associação Paraibana do Ministério Público (APMP) e da Rede Paraíba de Comunicação.

Primeiro Hackfest
O primeiro ‘Hackfest Contra a Corrupção’ deste ano foi realizado no mês de agosto, no MPPB em Campina Grande, em parceria com a Universidade Federal de Campina Grande (UFCG). Na oportunidade, a equipe Enquadrados foi a vencedora. O evento foi realizado por meio do Núcleo de Gestão do Conhecimento do MPPB e com o apoio da Associação Paraibana do Ministério Público (APMP).

 

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *