PT fica praticamente fora dos grandes centros urbanos e deve ser o ‘maior derrotado’

pt-folha

O Partido dos Trabalhadores vai ficar, praticamente, fora do comando das principais cidades do país: capitais e centros com mais de 200 mil eleitores. A relação com os escândalos nacionais de corrupção motivaram descrença do eleitor na legenda.

Segundo levantamento feito por jornalistas do blog de Fernando Rodrigues (Uol), o partido que já teve 25 cidades importantes em 2008, e agora só tem cinco candidatos competitivos, nos 93 municípios mais importantes do país.

A análise levou em conta os candidatos que estão na 1ª colocação das pesquisas de intenção de voto, seja de maneira isolada ou dentro da margem de erro dos levantamentos.

De acordo com dados das últimas pesquisas divulgadas, PT só aparece com 1 candidato franco favorito em uma cidade do G93: a capital, Rio Branco (AC), onde o prefeito Marcus Alexandre pode se reeleger já no 1º turno. No Estado de São Paulo, berço da sigla, há 2 candidatos competitivos, em Guarulhos e em São Bernardo do Campo.

O levantamento mostrou que PSDB e PMDB devem ficar com o maior número de prefeitos eleitos em 2 de outubro nas principais cidades do país, segundo as pesquisas mais recentes.

Os 2 partidos têm os maiores números de candidatos competitivos no G93. O PSDB tem 23 candidatos nessa condição. O PMDB, 18.

Os partidos sempre estiveram atrás do PT, quando o partido de Lula estava no auge. O G93 abriga 54,5 milhões de eleitores. Isso equivale a 37,8% dos 144,4 milhões de brasileiros aptos a votar para prefeito no próximo domingo (2.out.2016).

Matéria na íntegra UOL

Ilustração: FolhaPE

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *