Juízes eleitorais do Sertão proíbem fogos de artifício e visitas domiciliares na ‘calada da noite’

Os Juízes Eleitorais Renan do Valle Melo e Aderley Ferreira Marques de Sousa, da 35º e 63º Zonas, respectivamente, resolveram fechar o cerco contra a “baderna” e a suposta compra de votos durante a madrugada em cidades do Sertão da Paraíba.

Os magistrados proibiram as visitas domiciliares e outras atividades de campanha entre 22 horas e 7 horas da manhã nas cidades de Aparecida, Lastro, Marizópolis, Nazarezinho, Santa Cruz, São Francisco, São José da Lagoa Tapada, Sousa e Vieirópolis.

A medida foi tomada depois que eles receberam denúncias de possíveis movimentações de compra de votos durante à noite e atividades que estavam tirando o sossego de quem quer descansar.

Os relatos, que geraram a decisão, também são de que durante as campanhas – sem ordem – as vias públicas estão sendo fechadas, atrapalhando a vida dos moradores. Foram registrados ainda atos de violência contras pessoas e patrimônios, a utilização de fogos de artifícios em horários inadequados e até bombas arremessadas dentro de residências.

O uso de fogos de artifício de qualquer modalidade foi proibido no período que resta da campanha eleitoral. O documento com as proibições foi encaminhado ao MPE, a Polícia Civil e a Polícia Militar. Abaixo, parte da decisão.

 

portaria_justica_eleitoral_sousa_2016

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *