Entre Linhas

Entre Linhas

Campinense e Sousa voltam a decidir título do Paraibano após 9 anos; veja números históricos dos dois clubes

Confira alguns números dos dois clubes na história

Por Pedro Alves

Foto: Jefferson Emanuel/Sousa

Em 2012, o Campinense já era o segundo maior campeão da história do futebol paraibano com 17 títulos estaduais, e o Sousa já era o maior campeão sertanejo com dois títulos. Naquele ano, Raposa e Dinossauro decidiram o Campeonato Paraibano. Após um 2 a 2 em Sousa e um 4 a 0 para o Campinense, em Campina Grande, o Rubro-Negro se sagrou pela 18ª vez campeão estadual. Agora, em 2021, é a segunda vez na história que as equipes decidem o troféu de melhor time na Paraíba. A decisão começa nesta quinta-feira, às 16h, em Campina Grande. A grande final, dessa vez, é em Sousa, no domingo. Os dois jogos têm transmissão da TV Cabo Branco e TV Paraíba, além do Jornal da Paraíba.

 

Antes de percorrer o passado, vamos falar do presente. O Sousa chega para a decisão como o melhor time do torneio até aqui. Foram seis vitórias, um empate e uma derrota em oito jogos disputados. Apenas um gol sofrido. Tem no seu sistema defensivo sua principal força. Com uma campanha melhor, vai decidir a taça, no segundo jogo, em casa, no Marizão, diferente de 2012.

 

O Campinense foi o time que mais evoluiu durante a temporada. Até porque começou muito mal. Com a chegada d técnico Ranielle Ribeiro, o time foi ficando mais sólido, também a partir da defesa. O cartel do Clube Cartola é de três vitórias, cinco empates e apenas uma derrota. Se levar a taça, será o primeiro time do eixo João Pessoa-Campina Grande a levantar o troféu no Sertão.

 

Títulos: 20 x 2

 

O Campinense, como já dito, é o segundo maior campeão do estado da Paraíba. A Raposa começou a disputar o torneio em 1960, bem mais tarde do que os rivais Treze e Botafogo-PB. Ainda assim, tem mais títulos do que o Galo. Logo nos seus seis primeiros anos no estadual foi hexa. Feito até hoje exaltado pela torcida raposeira. O último título da Raposa foi em 2016.

Em 2012, melhor para o Campinense //Foto: Silas Batista / ge

O Sousa tem dois títulos, um em 1994, numa fase final de pontos corridos, e um em 2009, quando foi campeão em uma decisão como a deste ano, em partidas de ida e volta. A final foi contra o Treze.

 

Parece pouco dois títulos, mas não é. Dos clubes que ainda existem atualmente, apenas Botafogo-PB, Auto Esporte, Treze e Campinense têm mais de três taças do Campeonato Paraibano em suas salas de troféus. O Sousa é o único bicampeão do Sertão. E busca ser o primeiro tricampeão, dos clubes ainda em atividade, da Paraíba.

 

Ser campeão em 2021 significa sair do empate que tem com o Santa Cruz de Santa Rita, o único outro clube fora do eixo de João Pessoa-Campina Grande com mais de um título. Lembrando: dos times que ainda estão ativos.

 

FINAIS

 

O Campinense vai para a sua 22ª final geral de Campeonato Paraibano. Em 21 ocasiões a Raposa chegou num confronto final – em duelos com um ou mais jogos -, onde o embate valia a taça para os dois times em combate. O Rubro-Negro se sagrou campeão em 14 oportunidades e perdeu sete vezes.

 

Já o Sousa vai para a sua segunda decisão nesses moldes. E tem um retrospecto bom. Na única vez que chegou a uma final de campeonato foi campeão em cima do Treze, em pleno Amigão.

 

TÍTULOS E VICES

 

Neste quesito eu começo pelo Sousa. É que com essa final de Campeonato Paraibano, garantindo pelo menos o vice-campeonato, o Sousa chega pela quinta vez na “hora do vamo ver” do torneio. Se iguala ao Nacional de Patos em vezes que foi campeão ou vice. Se iguala também ao número de finais. Duas para cada lado. Vale lembrar, claro, que mais importante é o título, e nessa peleja entre alviverdes, o Dinossauro já tem dois contra um do Canário. O Sousa tem ainda dois vice-campeonatos, em 1995 e 2012.

 

Somando as duas coisas para o Campinense, a Raposa esteve lutando pela taça de maneira próxima em 31 ocasiões. Foram 20 títulos e 11 vice-campeonatos. O time de Campina Grande, aliás, vem de três vice-campeonatos (2018, 2019 2 2020).