Setembro Vermelho: conscientização que faz bem ao coração

 

Setembro Vermelho é o mês dedicado à conscientização sobre a importância do combate às doenças cardiovasculares. 

No ano 2000, a Federação Mundial do Coração, com apoio das Nações Unidas, elegeu setembro como o mês para se concentrar campanhas de conscientização, prevenção e tratamento das doenças cardiovasculares. O mês foi escolhido porque no dia 29 de setembro é comemorado o Dia Mundial do Coração.

É no Setembro Vermelho, então, que as instituições e organizações de saúde desenvolvem campanhas sobre a importância de se prevenir as doenças cardiovasculares.

 

Doenças cardiovasculares

De acordo com a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS), as Doenças Cardiovasculares (DCV) são a principal causa de morte no mundo. Por ano, cerca de 17,5 milhões de pessoas morrem vítimas de doenças cardiovasculares, em todo o mundo.

No Brasil, a média anual chega a 350 mil mortes, o que significa que a cada 40 segundos uma pessoa morre por doença cardiovascular no país. O número é duas vezes maior que todas as mortes decorrentes de câncer e seis vezes maior que as provocadas pelas infecções.

Estudos apontam que 80% das ocorrências de doenças cardiovasculares poderiam ser evitadas com medidas simples de hábitos saudáveis, como evitar a ingestão de bebidas alcoólicas, cigarros e sedentarismo. A prática de atividades físicas e uma dieta balanceada com baixas concentrações de sódio e açúcares ajudam a evitar essas doenças.

 

 

Setembro Vermelho: conscientização faz bem ao coração

Setembro vermelho

Todos os anos o Hospital Memorial São Francisco abraça a causa do Setembro Vermelho. E, esse ano não seria diferente. Com a temática “Conscientização faz bem ao coração” a instituição desenvolveu uma campanha que objetiva informar aos paraibanos a importância de se prevenir contra as doenças cardiovasculares, debatendo temas referentes ao assunto durante todo o mês.

O principal objetivo da campanha “Setembro Vermelho: conscientização faz bem ao coração” é mostrar às pessoas que mudanças simples no estilo de vida, como, por exemplo, uma alimentação equilibrada e a prática de exercícios físicos, podem evitar o desenvolvimento de doenças cardiovasculares.

 

“O setembro vermelho é um mês de conscientização, mas a medidas de prevenção devem ser vivenciadas todos os dias da sua vida”.

Dr. Ítalo Kumamoto

CEO do Hospital Memorial São Francisco