Legislativo 11:07

Vetos do governador a emendas impositivas são derrubados na ALPB

Por ANGÉLICA NUNES

 

Foto: reprodução

Após intensos debates, o veto do governador João Azevêdo (Cidadania) a duas emendas impositivas dos deputados foram derrubados nesta terça-feira (2) na Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB). Mesmo parlamentares da base aliada do governo expuseram descontentamento com a retirada de propostas incluídas por eles à Lei Orçamentária Anual (LOA) deste ano. 

Um deles foi o presidente da Casa, Adriano Galdino (PSB), que viu uma emenda para construção do Hospital Regional de Pocinhos, sua base eleitoral, ser ‘colocada no saco’ pelo governo. “Se a gente acatar o veto às emendas impositivas nós estaremos aceitando na prática que nossas emendas não serão mais impositivas, ficará na escolha do governo o que pode ser aplicado ou não”, declarou.

Após a fala ele ainda ponderou, mas manteve a tese: “sabemos que isso não parte do governador João Azevêdo, mas da sua equipe técnica, mas a gente precisa reagir a essa situação para rejeitar o veto e garantir nossas emendas impositivas de maneira autônoma”, disse.

Outra emenda que os parlamentares resolveram reverter o veto foi a da deputada Estela Bezerra (PSB), que prevê a implantação do sistema de abastecimento de água no assentamento Serra do Monte, em Cabaceiras, no Cariri paraibano.

 

Posição do governo

 

A alegação do governador é que a aplicação dos recursos poderia comprometer o orçamento. O novo líder do governo, Wilson Filho (PTB) apaziguou os ânimos entres os parlamentares insatisfeitos da sua base. Ele disse que se reuniu com a equipe do governo e dirimiu dúvidas. “O governo não tem a intenção de vetar emendas impositivas”, disse.

Apesar de orientar pela abstenção, por estar naquele momento representando o governo, ele próprio disse que votaria pela manutenção da emendas impositivas.

O veto às emendas foram derrubados pela unanimidade, apenas com a abstenção do deputado Wallber Virgolino, que já tinha criticado o veto, mas não esteve presente no momento da contagem dos votos.

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *