Covid-19 21:16

Secretários de Segurança Pública do país pedem que forças policiais entrem no grupo prioritário da vacinação

Por LAERTE CERQUEIRA e ANGÉLICA NUNES

Divulgação/PM

O Colégio Nacional de Secretários de Segurança Pública do país enviou uma carta ao ministério da Saúde, Eduardo Pazzuelo, com um apelo para que as forças policiais sejam incluídas no grupo de prioridades da vacinação contra a Covid-19.

Os secretários argumentaram que, desde o início da pandemia, as forças de segurança têm sido empregadas no cumprimento das medidas de controle sanitário, no sentido de conter ações que contribuam para a disseminação da doença, de forma complementar às estruturas de saúde pública.

Secretário de Segurança da PB, Jean Nunes, assinou carta enviada ao ministro da Saúde. Foto: André Resende/G1

Mais recentemente, segundo os gestores estaduais de Segurança, os órgãos policiais se engajaram no transporte de enfermos entre municípios e até mesmo para outros estados, considerando o esgotamento dos leitos em algumas localidades, empregando viaturas, aeronaves e profissionais de saúde de sua estrutura para melhor atender a missão.

“Todas essas atividades são realizadas de forma presencial, em contato com as pessoas, e com alto grau de exposição à contaminação pelo vírus. A cada chamada dos telefones de emergência, o policial militar, o policial civil, o bombeiro e o perito devem se deslocar até o local do fato, e, em contato com as pessoas tomar todas as medidas que a lei exige. Não há espaço para home office”, argumentam na carta.

Por esses e outros motivos, elencados na carta, pediram que as forças de segurança pública tenham o mesmo tratamento destinado às forças de saúde, no que se refere à vacinação, neste momento.

Veja a carta: Carta CONSESP Vacinacão servidores policiais

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *