Legislativo 21:03

‘Pec da Impunidade’ é retirada de pauta e Lira sofre primeira derrota

Por LAERTE CERQUEIRA e ANGÉLICA NUNES 

Foto: G1

O Centrão e seu líder, o presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), perceberam que não conseguiriam passar com a “Pec da Impunidade” e recuaram. Eram necessários no mínimo 308 votos e não estava fácil conseguir.

Em pronunciamento, Lira até chegou a dizer que o acordo que havia sido fechado com os parlamentares foi quebrado e era hora de recomeçar. O cacique alagoano sofreu a primeira derrota.

O acordo foi feito na análise do caso de Daniel Silveira (PSL-RJ), que foi mantido preso pelos colegas, com a garantia de que um projeto seria aprovado para evitar reincidência desse tipo de caso. A onda virou e nem todo mundo queria ir até o fim com o plano.

A Pec da Imunidade (nome original) cria muitas barreiras para que os parlamentares não sejam presos. Há especialistas que dizem que a prisão seria quase impossível.

Com interesses bem pessoais, a proposta estava sendo atropelada, sem seguir o rito normal. Agora, volta para uma comissão especial, como deveria acontecer.

A pressão popular deve ter gerado um sentimento de vergonha na maioria, que viu que não era hora de legislar em causa própria, enquanto a auxilio emergencial não sai, quando temos recordes de mortes e hospitais superlotados.

A proposta vai pra geladeira, mas não se engane, na primeira oportunidade, volta quente para cumprir o seu papel: proteger o parlamentar de seus próprios erros. Quase que em todos os casos.

Deputados federais paraibanos

Veja como os deputados federais da Paraíba disseram que iriam votar na “PEC da Impunidade”

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *