Covid-19 20:18

“É um imoral, que não tem responsabilidade com a vida de ninguém”, diz padre paraibano revoltado com Bolsonaro

Por LAERTE CERQUEIRA 

Foto: Diocese de Guarabira

O padre paraibano Adauto Tavares, da Paróquia de Nossa Senhora de Guadalupe, em Guarabira, no Brejo paraibano, surpreendeu os fieis, na missa deste domingo, “rasgando o verbo”.

Era como se algo estivesse amarrado no peito e, naquele momento, ganhasse liberdade. O alvo da revolta e da fala indignada foi  o presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e a forma que ele enfrenta a pandemia do coronavírus no país.

Sem o comedimento comum na fala da maioria do padres, o pároco chamou Bolsonaro de imoral, irresponsável, genocida e desonesto.

“Eu com vontade de dizer outra coisa, mas eu não vou dizer, não, porque é pecado dizer na missa. Mas a vontade é essa. É um imoral, irresponsável, que não tem responsabilidade com a vida de ninguém […] Podemos dizer um genocida, alguém que tem prazer em matar e tirar a vida das pessoas”, rasgou o padre.

Padre Adauto criticou as pessoas que descumprem os decretos que visam aumentar o isolamento e evitar aglomeração. ‘Não estamos numa brincadeira, estamos numa pandemia. Já basta aquele desorientado”, criticou.

Ele comparou a forma que o presidente brasileiro encara a pandemia com líderes de outros países, como o primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, que também é de direita e incentiva as pessoas a ficarem em casa para não se contaminar. Ele também criticou a demora do Brasil na vacinação.

“Isso me revolta. O Brasil está aí porque não tem planejamento. A vacina não tem chegado. Os Estados Unidos é (sic) um país maior do que o nosso, já vacinou 14% da população. Brasil não chegou nem 3% chegou ainda. É triste um negócio desse e a gente não sabe onde vai chegar. Não tem planejamento. Ninguém sabe o que esse povo quer. É lamentável o que a gente vivendo no Brasil. É lamentável. Me dá uma tristeza muito grande […] É imoral, irresponsável, desonesto e aí a gente só pode ter isso mesmo no Brasil. É isso  o resultado das escolhas que fazemos. É resultado. Me desculpem, mas eu tinha que dizer isso”, falou o padre.

Abaixo o vídeo com a fala:

 

Comente
O seu endereço de email não será publicado.
Campos obrigatórios são marcados com *