OLX se manifesta sobre venda ilegal de “cachaças” em sua plataforma

No dia 17 de junho último este blog publicou a seguinte matéria: OLX e Mercado Livre ignoram legislação e permitem venda de “cachaça” clandestina. Na postagem denunciamos os fortes indícios de que as duas plataformas ignoravam a legislação e permitiam a venda de “cachaças” clandestinas, com consequente sonegação de impostos e desrespeito aos normativos sanitários do país (leia a íntegra da matéria aqui).  Como resposta, recebemos um posicionamento da plataforma OLX. Confira abaixo:

Posicionamento:

“Em resposta à matéria publicada pelo Confraria do Copo, blog do Jornal da Paraíba, a OLX esclarece que a atividade da empresa consiste na disponibilização de espaço para que usuários possam anunciar e encontrar produtos e serviços de forma rápida e simples. Diariamente, quase 500 mil anúncios são inseridos na plataforma. Toda negociação é realizada fora do ambiente do site, portanto, a empresa não faz a intermediação ou participa de qualquer forma das transações, que são feitas diretamente entre os usuários.

A OLX reforça que a ferramenta foi criada para auxiliar no desenvolvimento social e econômico do país e que os usuários devem respeitar os Termos e Condições de Uso do site (http://go.olxbr.com/termos-condicoes-olx). O anúncio de itens ilegais é expressamente proibido no site (http://go.olxbr.com/produtos-servicos-proibidos-olx).

Vale lembrar que a OLX também disponibiliza um botão de denúncia em todos os seus anúncios, possibilitando que qualquer pessoa denuncie eventuais práticas irregulares ou conteúdos indevidos. Nestes casos, a empresa consegue deletar o anúncio e banir o usuário da plataforma.

A OLX reforça que está sempre à disposição das autoridades para colaborar no que for necessário para a apuração dos fatos”.

jeferson cruz | assistant account executive

Comente

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *